#Cultura

Portugal “sem pedidos de devolução” de obras de arte africanas – ministro

Portugal não recebeu nenhum pedido para a devolução das obras de arte africanas espalhadas pelos museus portugueses desde o período colonial. Mas há quem defenda que esta é “uma responsabilidade histórica”.

“Não há nenhum pedido de devolução”. O ministro da Cultura de Portugal, Pedro Adão e Silva, foi taxativo, quando questionado pela DW se Lisboa vai restituir aos países de origem as obras de arte conservadas nos museus portugueses e trazidas de África no tempo colonial.

De acordo com o ministro português, o que há é “uma reflexão no quadro do Ministério da Cultura” e “é só isso”.

“A questão não se coloca, não há nenhum processo [de devolução], no sentido que é uma reflexão. Todos os países têm feito reflexões nesta matéria”, afirma.

Mas, nesta fase, ainda decorrem os trabalhos preliminares para a posterior listagem das peças, segundo Pedro Silva. “É isso que nós temos feito. Um trabalho sobre os contextos de proveniência das várias peças. Há um trabalho interno a fazer com os dirigentes dos vários ministérios, de debate e reflexão”, explica.

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Aceitar