#Mundo

Quase 10 mil imigrantes lusófonos pediram autorização de residência em novo portal do SEF

Mais 9.700 imigrantes lusófonos em Portugal pediram hoje, até às 18:00, autorização de residência através de um novo portal disponibilizado pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que garante o serviço de forma automática, anunciou o Governo português.

O portal, que começou a funcionar ontem, possibilita que imigrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) com processos pendentes até 31 de Dezembro de 2022 possam obter a autorização de residência de forma automática, sem necessidade de deslocação a um posto de atendimento do SEF.

Segundo uma nota conjunta dos gabinetes de imprensa do Ministério da Administração Interna e da ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, o SEF tinha emitido até às 18:00 de ontem, um total de 1.515 documentos com referência para pagamento das autorizações de residência.

Dos mais de 9.700 pedidos de autorização de residência recebidos no portal, 109 “aguardam consulta de segurança por parte do SEF”, adianta a nota, assinalando que “os cidadãos portadores dos novos vistos consulares CPLP, emitidos após 31 de Outubro de 2022, também podem inscrever-se no portal”, acessível através da página da internet do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e do portal ePortugal.gov.

De acordo com dados oficiais, existem cerca de 150 mil imigrantes dos países lusófonos em Portugal com processos pendentes no SEF.

A autorização de residência em Portugal para os cidadãos da CPLP é atribuída no âmbito do acordo de mobilidade entre os Estados-membros da organização.

Além de Portugal, integram a CPLP Cabo Verde, Brasil, Timor-Leste, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe, Angola e Moçambique.

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Aceitar