#Economia #Capa

EUA reiteram apoio à atracção de investimento para Angola

A ministra-conselheira da embaixada dos EUA em Angola e Saõ Tomé e Principe, Mary Emma Arnold, garanntiu ontem, em Luanda, que o seu país vai continuar apoiar os objectivos de Angola na atracção de investimento estrangeiro e na promoção do comércio e diversificação económica.

A também chefe-adjunta da missão diplomática dos EUA em Angola visitou a Zona Económica Especial (ZEE), para constatar as potencialidades e os projectos de investimento, assim como indicar potenciais parcerias de negócios em áreas que constituem oportunidade de negócios.

A diplomata considerou proveitosa e importante a visita da sua delegação, porque visou o reforço das já existentes relações entre ambos países, nos mais variados domínios, com apoio das empresas americanas interessadas em investir em Angola.

Ressaltou, igualmente, que algumas das acções do seu governo à nova iniciativa de comércio e investimento para a África tem parceria com o agronegócio em Angola, ajudando, deste modo os investidores desse sector a ultrapassarem as barreiras de exportação dos seus produtos para novos mercados, incluindo os Estados Unidos da América.

A ZEE poderá ser um instrumento importante na aceleração do desenvolvimento económico e na geração de emprego, disse, acrescentando que Zango – A ministra-conselheira da embaixada dos EUA em Angola e Saõ Tomé e Principe, Mary Emma Arnold, disse hoje, em Luanda, que o seu país vai continuar apoiar os objectivos de Angola na atracção de investimento estrangeiro e na promoção do comércio e diversificação económica.

A também chefe-adjunta da missão diplomática dos EUA em Angola, visitou a Zona Económica Especial (ZEE) com objectivo de constatar as potencialidades e os projectos de investimento, assim como indicar potenciais parcerias de negócios em áreas que constituem oportunidade de negócios.

A diplomata considerou proveitosa e importante a visita da sua delegação, porque visou o reforço das já existentes relações entre ambos países, nos mais variados domínios, com apoio das empresas americanas interessadas em investir em Angola.

Ressaltou, igualmente, que algumas das acções do seu governo à nova iniciativa de comércio e investimento para a África tem parceria com o agronegócio em Angola, ajudando, deste modo os investidores desse sector a ultrapassarem as barreiras de exportação dos seus produtos para novos mercados, incluindo os Estados Unidos da América.

A ZEE poderá ser um instrumento importante na aceleração do desenvolvimento económico e na geração de emprego, afirmou, a acrescentando que zonas como esta impulsionam a economia no mundo e em África.

Anunciou, por outro lado, que dentro de um mês uma corporação financeira do seus país, em parceria com a iniciativa “Prosper África”, estará em Luanda para identificar projectos, através dos quais, poder-se-ão apoiar investimentos em áreas como da saúde, recursos minerais, agricultura, entre outros sectores a da economia.

Neste sentido, a diplomata aconselhou a continuar a se combater a corrupção e ter-se um ambiente de negócio transparente, daí que o seu governo trabalha para fortalecer a governação, a prestação de contas e a capacidade da gestão de finanças públicas em instituições chaves.

Considera as relações Angola/Estados Unidos “muito sólidas” e que o seu país continuará a encontrar formas para fortalecer a parceria estratégica e cumprir com as metas partilhadas, voltadas para a segurança, prosperidade e boa governação.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Aceitar