#Mundo #Destaques

Angola assume vice-presidência da 5.ª Conferência da Convenção de Armas Químicas

A República de Angola tomou assento, ontem, 15 de Maio, como 2° Vice-Presidente da Comissão de Revisão dos Estados Partes, durante a Quinta Conferência da Convenção de Armas Químicas (OPCW), que decorre até o dia 19 do presente mês, em Haia, Países Baixos, avança uma nota de imprensa do MIREX.

O país faz-se representar no evento por uma delegação multidisciplinar chefiada por Maria Isabel Resende Encoge, Embaixadora Extraordinária e Plenipotenciária de Angola naquele país e Representante Permanente junto da referida organização.

Além dessa Vice-Presidência, a República de Angola participa na Conferência na qualidade de Membro do Conselho Executivo da OPCW, eleito para um mandato de dois anos, iniciado a 12 de Maio de 2023, assento que ocupa pela primeira vez na Organização.

A República de Angola foi eleita como 2° Vice-Presidente pelo grupo regional África, sendo a Argélia a 1a Vice-Presidente para a 5ª Conferência de Revisão, composto por 18 Estados-membros, sendo dois representantes por região.

A Quinta Conferência da Convenção de Armas Químicas (OPCW) está a abordar questões relacionadas com a verificação das Armas Químicas; a Cooperação e Assistência Internacional; as actividades químicas para fins não proibidos pela Convenção; que se torna cada vez mais importante nas prioridades futuras dos Estados Partes, podendo contribuir para o desenvolvimento económico e tecnológico.

Os participantes analisam igualmente a universalidade da Convenção, essencial para alcançar os objectivos da OPCW, em prol da paz e segurança internacional.

Os Estados-membros centram a abordagem na necessidade de congregar todos os países para esta causa, porquanto os propósitos da OPCW não serão plenamente realizados enquanto houver um único Estado não Parte.

A OPCW é uma organização internacional do sistema das Nações Unidas, composta por 193 Estados comprometidos com a Convenção de Armas Químicas.

Cerca de 98 por cento da população mundial vive sob a protecção da Convenção e 99 por cento dos estoques de armas químicas declarados pelos Estados possuidores foram comprovadamente destruídos.AnAng

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. We also share information about your use of our site with our social media, advertising and analytics partners. View more
Aceitar